Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

MS e Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional se reúnem para debater pautas da categoria

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Terça, 16 de Abril de 2019, 17h27 | Última atualização em Terça, 16 de Abril de 2019, 17h27

O encontro com o COFFITO marcou o encerramento de uma série de visitas que o MS vem realizando a representantes das categorias de saúde

Foto: Priscilla Klein

Com o objetivo de construir pautas deliberativas em conjunto com representantes das categorias de profissionais da saúde, a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) se reuniu, nesta segunda-feira (15), com o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), na sede da autarquia, em Brasília (DF). A iniciativa marcou o encerramento de uma série de encontros realizados entre a secretaria e representantes das categorias de saúde do país.

Para a secretária da SGTES, Mayra Pinheiro, o encontro simbolizou o início de uma relação de parceria com o conselho, que se une aos demais em demonstração de apoio e cooperação às ações da pasta. “Encerramos o itinerário de visitas com muitas propostas que serão analisadas e discutidas de forma mais ampla. Nossa expectativa é de manter os vínculos com os conselhos para que possamos construir políticas públicas que atendam de fato as demandas de saúde da população, bem como as reivindicações das categorias profissionais”, explicou Mayra Pinheiro.

A inclusão de fisioterapeutas para a composição de equipes multiprofissionais da Atenção Primária e a valorização da especialização profissional foram pautas levantadas pelo presidente do COFFITO, Roberto Mattar Cepeda. Ele explicou que a resolutividade e a boa prestação de serviços estão atreladas à economicidade de recursos e à qualidade da formação profissional.

“A valorização da especialização faz com que a busca pela educação seja permanente e, consequentemente, entrega à sociedade um profissional mais qualificado. Nossa intenção é formar promotores de saúde e servir ao coletivo com políticas eficientes para a resolução de problemas, melhorando as condições de saúde da população e valorizando a atuação do profissional”, endossou Roberto Cepeda, admitindo que um dos entraves na área de atuação da saúde é a oferta de cursos de graduação no formato Ensino à Distância (EAD). “O papel dos conselhos é fiscalizar o exercício da profissão e não somente a atuação profissional. Nesse sentido, podemos cooperar com a pasta para assegurar a fiscalização das condições adequadas da formação e da qualidade da prestação de serviço”, concluiu.

A reforma do conteúdo pedagógico dos cursos de capacitação das plataformas online, as condições de trabalho dos profissionais e o redimensionamento da força de trabalho também foram pontos debatidos durante o diálogo.

Reuniões com Conselhos

Desde o início do ano, uma série de reuniões vem sendo realizadas com o objetivo de viabilizar a construção coletiva das pautas da pasta. Os encontros fazem parte da estratégia de fortalecimento do diálogo entre o Ministério e os conselhos profissionais.

Além do encontro com o COFFITO, até o presente, já foram realizadas reuniões com os Conselhos Federal de Medicina (CFM), Conselho Federal de Farmácia (CFF), Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (Conter), Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFA), Conselho Federal de Odontologia (CFO) e Conselho Federal de Biologia (CFBIO).

SGTES

A Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) é responsável por formular políticas públicas orientadoras da gestão, formação e qualificação dos trabalhadores e da regulação profissional na área da saúde no Brasil. Ademais, promover a integração dos setores de saúde e educação no sentido de fortalecer as instituições formadoras de profissionais atuantes na área, bem como integrar e aperfeiçoar a relação entre as gestões federal, estaduais e municipais do SUS, no que se refere aos planos de formação, qualificação e distribuição das ofertas de educação e trabalho na área de saúde.

COFFITO

O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – COFFITO é uma Autarquia Federal, com objetivos constitucionais de normatizar e exercer o controle ético, científico e social das profissões de Fisioterapeuta e de Terapeuta Ocupacional. Atualmente o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional busca defender os interesses corporativos das profissões, dedicando-se em defender a inserção profissional nos diversos ambientes no mundo do trabalho, bem como, fomentar a boa formação técnica e humanista dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais, para que a sociedade possa receber serviços resolutivos e de excelência.

Por Priscilla Klein, do NUCOM/SGTES
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página