Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Banner estatico portal 960 x 100

Início do conteúdo da página

Ministério da Saúde participa da inauguração de programa voltado à inclusão digital do idoso

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Quinta, 27 de Junho de 2019, 17h30 | Última atualização em Quinta, 27 de Junho de 2019, 17h30

O programa pretende ampliar o acesso digital, promovendo educação e saúde, elevando a qualidade de vida da população idosa

Foto: Priscilla Klein

Atento a importância do desenvolvimento de políticas públicas voltadas à saúde da população idosa, o Ministério da Saúde participou nesta segunda-feira (24), do lançamento da primeira unidade do Programa Viver - Envelhecimento Ativo e Saudável, no estado do Ceará.

Promovido pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), o Programa visa minimizar o abismo existente entre a população idosa e a vida moderna, garantindo acesso às novas tecnologias por meio da inclusão social e digital.

“As políticas públicas para o idoso, que por muito tempo estiveram em segundo plano, hoje, ganham visibilidade por meio de ações inclusivas, que resultam em oportunidades e geram perspectivas de reinserção social. A responsabilidade por políticas públicas voltadas à saúde do idoso é parte das atribuições do Ministério da Saúde e isso justifica estarmos ao lado do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos nessa campanha de valorização, proteção e cuidado dos idosos”, destacou a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), Mayra Pinheiro.

Ao lado da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, a secretária Mayra Pinheiro participou do evento e entrega de computadores para o Centro Dia, local destinado ao atendimento e convivência de idosos, em Fortaleza. O espaço agora conta com equipamentos como impressoras, projetor multimídia, computadores e webcams, que serão utilizados nos cursos de inclusão tecnológica, prevenção à saúde, educação financeira, direitos humanos e promoção da mobilidade física e mental.  

“Estamos trabalhando cada vez mais em defesa do idoso, priorizando políticas públicas dedicadas a ampliar o acesso dessa população. O nosso objetivo é colocar mais 100 unidades do programa em funcionamento até o final do ano, garantindo a inserção do idoso no mundo digital, contribuindo para a qualidade de vida, saúde e educação de uma geração que ainda tem muito a contribuir para o Brasil”, reforçou a ministra Damares Alves.

Além da unidade de Fortaleza, outras seis foram inauguradas este ano. O objetivo, segundo a pasta, é que até 2020 mais de mil municípios sejam contemplados com o programa.

Por Priscilla Klein, do NUCOM/SGTES
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página