Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Ministério da Saúde participa de Seminário sobre uso inteligente da tecnologia

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Sexta, 05 de Julho de 2019, 14h24 | Última atualização em Sexta, 05 de Julho de 2019, 15h42

A proposta do evento é discutir o tema para garantir uma maior consciência e controle do uso tecnológico

Foto: Willian Meira – MMFDH

Com o objetivo de estruturar, a partir do Governo Federal, uma série de projetos para fornecer acesso mais amplo ao conhecimento científico das famílias e da população em geral, a respeito do uso de recursos tecnológicos de maneira inteligente, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH) realizou, nesta quinta-feira (04), o seminário Uso Inteligente da tecnologia: desafio para as famílias e a sociedade.

“Esse evento é o início de muitos outros com essa temática. Nosso maior desafio é reconectar as famílias. Hoje existem inúmeros problemas em relação à má utilização das tecnologias, como por exemplo, o uso indevido das redes sociais. Isso não pode ser subestimado pelo poder público, pois afeta diretamente as relações familiares. A proposta é melhorar as relações humanas dentro da família”, destacou a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

Abordando aspectos sociais, educacionais, de saúde física e psíquica, a proposta do evento é garantir uma maior consciência e um maior controle do uso tecnológico, principalmente no âmbito familiar, onde as relações estão diminuindo consideravelmente.

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), Mayra Pinheiro, participou do evento e destacou a importância de discutir a pauta no âmbito da saúde, considerando a formação dos profissionais e qualidade no atendimento à população. “O Ministério da Saúde tem outra preocupação porque a SGTES tem a responsabilidade de regulamentar o uso das tecnologias na formação dos profissionais de saúde. Hoje temos uma questão que precisa ser discutida, que é a formação de profissionais da saúde através de cursos de Ensino à Distância. A tecnologia traz grandes contribuições, mas seu uso sem discutir as questões éticas pode comprometer a formação e o serviço prestado à população. Há muito mais para se discutir em relação à tecnologia do que nós imaginamos. Então, isso é sim uma responsabilidade do Governo Federal. Essa discussão é interministerial, da sociedade brasileira e de todos nós que temos a responsabilidade de construir um país melhor”, destacou Mayra Pinheiro.

Reconecte

Durante o evento, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH) também lançou o Programa Reconecte, que tem como objetivo estruturar, a partir do Governo Federal, uma série de projetos com o propósito de fornecer acesso mais amplo ao conhecimento científico das famílias e da população em geral, a respeito do uso de recursos tecnológicos de maneira inteligente, abordando aspectos sociais, educacionais, e de saúde física e psíquica, visando assim a aquisição de uma maior consciência e de um maior controle do uso tecnológico.

Por Natalia Pinheiro, do NUCOM/SGTES
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página