Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
    Você está aqui:
  1. Página inicial
  2. >
  3. Últimas notícias
  4. >
  5. Notícias SVS
  6. >
  7. Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de candidatos à 16ª turma do EpiSUS
Início do conteúdo da página

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de candidatos à 16ª turma do EpiSUS

Escrito por Gustavo Frasão | Publicado: Quarta, 19 de Junho de 2019, 16h24 | Última atualização em Quarta, 19 de Junho de 2019, 16h24

O programa exige dedicação exclusiva por parte do profissional, não permitindo sua realização simultânea com outras atividades de trabalho ou cursos acadêmicos.

Estão abertas as inscrições, até 27 de junho de 2019, para o processo seletivo de candidatos para a 16ª Turma do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde (Episus). O curso é realizado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS), por meio do convênio firmado com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O objetivo é capacitar profissionais de saúde para fornecer respostas rápidas a surtos e epidemias de importância em saúde pública.

Ao todo serão 12 vagas oferecidas. Poderão se inscrever para o Episus, profissionais da área de saúde, com nível superior completo em uma das seguintes áreas: biologia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, psicologia, saúde coletiva, saúde pública, gestão em saúde pública ou coletiva e terapia ocupacional. Além disso, é necessário aos interessados possuir pós-graduação concluída em saúde pública ou áreas afins e experiência profissional, de pelo menos um ano, em saúde pública. Também podem se inscrever no curso profissionais com formação de nível superior em outras áreas do conhecimento, nesse caso o candidato deverá ter concluído doutorado em uma das seguintes áreas: epidemiologia, doenças infecciosas e parasitárias ou medicina tropical, infecção hospitalar, infectologia, medicina preventiva e social,  medicina comunitária, medicina sanitária,  saúde coletiva/saúde pública, saúde da família, saúde do trabalhador, vigilância em saúde,  vigilância em saúde ambiental, vigilância epidemiológica,  vigilância hospitalar,  vigilância sanitária. Além de ter pelo menos um ano de experiência profissional, no desenvolvimento de atividades de nível superior, em pelo menos uma dessas áreas.

Os selecionados e que forem elegíveis receberão uma da bolsa no valor de R$ 5.000,00 mensais, por meio do CNPq. O resultado final da seleção será a partir de 23 de setembro de 2019 pelo site da SVS e o treinamento terá início em 04 de novembro de 2019.

O participante deve ter dedicação exclusiva ao treinamento, não sendo permitida sua realização simultânea com outras atividades de trabalho ou cursos acadêmicos. O candidato selecionado deverá morar em Brasília durante dois anos, totalizando 3.600 horas presenciais. O treinando deve ficar à disposição para atender às atividades, a qualquer momento, uma vez que 80% do treinamento é composto de atividades práticas desenvolvidas no serviço ou no campo. Vale lembrar que os selecionados devem ter disponibilidade para viajar, com possibilidade de permanecer por longos períodos em atividade de campo e fora do seu domicílio no Distrito Federal.

Confira aqui o edital completo

Clique aqui para fazer a inscrição

EpiSUS

O EpiSUS é um treinamento em serviço, direcionado para profissionais da área da saúde, que tem como principais objetivos capacitar profissionais em epidemiologia de campo e vigilância em saúde a desenvolverem capacidade técnica-científica para colaborarem na resolução de problemas de saúde pública, além de colaborar na resposta às emergências em saúde pública, principalmente em investigações de surtos, inquéritos epidemiológicos de campo, entre outras atividades. O Programa também é membro da rede internacional de programas de epidemiologia de campo (TEPHINET) e foi acreditado no ano de 2017, por cumprir os indicadores padrões exigidos de qualidade e reconhecimento no suporte às prioridades em saúde pública dos países.

O treinamento é composto majoritariamente por atividades práticas, desenvolvidas no âmbito da SVS e de outros órgãos do SUS municipais e estaduais, e envolvem o desenvolvimento da capacidade técnica-científica para colaborar na resolução de problemas de saúde pública, a colaboração na resposta às emergências em saúde, principalmente em investigações de surtos, a avaliação de sistemas de vigilância ou programas específicos de saúde pública e análise de dados gerados pelos sistemas de informação, a orientação de tomada de decisão, de forma rápida para direcionar as ações de prevenção e controle de eventos de importância em saúde pública, além de outras atividades.

Implantado em 2000, 152 profissionais já foram capacitados pelo programa. Atualmente, a SVS está capacitando 8 profissionais da 15ª turma, totalizando 160 profissionais. Nesse período, esses profissionais contribuíram com resposta a 360 surtos ou emergências de saúde pública e inquéritos de campo, além de oferecer suporte em eventos de massa e assessorias em vigilância em saúde no Brasil e exterior; entre elas destacam-se a emergência das microcefalias e anomalias congênitas associadas ao vírus Zika e a pandemia de Influenza H1N1.

Agência Saúde
Atendimento à imprensa:
(61) 3315.3580

Fim do conteúdo da página