Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

borboletas

Início do conteúdo da página

SINTOMAS

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Sexta, 12 de Setembro de 2014, 16h22 | Última atualização em Sexta, 12 de Setembro de 2014, 16h44

A infecção por dengue pode ser assintomática ou causar doença cujo espectro inclui desde formas oligossintomáticas até quadros graves com choque (com ou sem hemorragia), podendo evoluir para o óbito. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C) de início abrupto que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e prurido cutâneo. Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Nessa fase febril inicial da doença pode ser difícil diferenciá-la de outras doenças febris, por isso uma prova do laço positiva aumenta a probabilidade de dengue.  No período de diminuição ou desaparecimento da febre, geralmente entre o 3º e 7º dia da doença alguns casos irão evoluir para a recuperação e cura da doença, porém outros podem apresentar sinais de alarme, evoluindo para forma graves da doença.

Caso suspeito de dengue com sinais de alarme

É todo caso de dengue que, no período de defervescência da febre apresenta um ou mais dos seguintes sinais de alarme:

•    Dor abdominal intensa e contínua, ou dor a palpação do abdomen; 
•    Vômitos persistentes;
•    Acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, pericárdico); 
•    Sangramento de mucosas; 
•    Letargia ou irritabilidade;
•    Hipotensão postural (Lipotímia); 
•    Hepatomegalia maior que 2 cm;
•    Aumento progressivo do hematócrito (medida da quantidade de glóbulos vermelhos (eritrócitos) em relação ao resto do sangue).

Fim do conteúdo da página