Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

INFORME AS DOSES E ESTOQUES DAS VACINAS EM SEU MUNICÍPIO ATÉ 30/11

Início do conteúdo da página

Viajantes

Escrito por Alessandra Bernardes | | Publicado: Quarta, 17 de Janeiro de 2018, 16h28 | Última atualização em Quarta, 17 de Janeiro de 2018, 16h54

Uma das maiores preocupações que afeta o turismo está relacionada à inocuidade dos alimentos. A expansão das atividades turísticas em lugares não tradicionais leva à instalação de estabelecimentos produtores de alimentos que são transitórios e às vezes precários, os quais comercializam produtos “artesanais” ou “caseiros”, que não são inspecionados pela vigilância sanitária rotineiramente. A qualidade dos alimentos e da água, os hábitos alimentares, a seleção dos locais onde são consumidos, os procedimentos de manipulação e conservação e a própria higiene pessoal são fatores de risco importantes para a ocorrência de doenças transmitidas por alimentos. Entre várias infecções e intoxicações, é comum que os turistas tenham diarreia, conhecida como “diarreia dos viajantes”, e a mesma pode ser consequência da ingestão de alimentos ou bebidas em más condições sanitárias.  

Sugestões aos turistas

É importante que o/a turista observe as condições da água e dos alimentos comercializados antes de consumi-los e consuma apenas aqueles que tiverem procedência conhecida e/ou registro nos órgãos de inspeção específicos. Para maiores informações, consulte as orientações para o consumo seguro de alimentos, clicando no link abaixo.  

Saiba mais em Saúde do Viajante

Fim do conteúdo da página