Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Serviço de Atenção Domiciliar

Sobre o programa

Escrito por André | | Publicado: Terça, 04 de Julho de 2017, 19h13 | Última atualização em Quarta, 16 de Agosto de 2017, 15h49

Doar leite materno é um gesto que salva vidas. O leite materno é importante para todos os bebês, principalmente para os que estão internados e não podem ser amamentados pela própria mãe. Todos os anos, aproximadamente 150 mil litros de leite humano são coletados, processados e distribuídos a recém-nascidos de baixo peso internados em unidades neonatais no Brasil.

Por isso, se você está amamentando, seja uma doadora e ajude quem precisa. Qualquer quantidade é importante. Procure o banco de leite humano mais próximo ou ligue para o Disque Saúde 136. Seu gesto significa vida para uma criança.

Veja a localização e contato dos bancos de leite humano

Um litro de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. Dependendo do peso do prematuro, 1 ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez em que ele for alimentado. Os bebês que estão internados e não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber os benefícios do leite materno com a sua doação. Com ele, a criança se desenvolve com saúde, tem mais chances de recuperação e fica protegida de infecções, diarreias e alergias.

O Brasil possui a maior e mais complexa Rede de Bancos de Leite Humano (rBLH) do mundo e é modelo para a cooperação internacional em mais de 20 países das Américas, Europa e África, estabelecida por meio da Agência Brasileira de Cooperação (ABC). 

Quem pode doar leite humano?

Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano. Para doar, basta ser saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação. Entre em contato com o banco de leite mais próximo de sua casa ou ligue ao 136 e informe-se.

Os bancos de leite humano têm entre seus objetivos a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. Neste sentido, desenvolvem trabalho para auxiliar as mulheres-mães no período da amamentação, tendo profissionais qualificados para também orientar sobre a saúde da criança.

Fim do conteúdo da página