Ir direto para menu de acessibilidade.

Novo Coronavírus - tire suas dúvidas

Novo Coronavírus - tire suas dúvidas
Início do conteúdo da página

Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. Vale destacar que o canal não será um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640

>> Leia o regulamento e os termos de uso

>> Apresentação Fake News na Saúde feita pelo diretor da Ascom, Ugo Braga, no VIII Congresso Brasileiro de Enfermagem Pediátrica e Neonatal

falso verdadeiro

 

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Segunda, 10 de Fevereiro de 2020, 19h44 | Última atualização em Segunda, 10 de Fevereiro de 2020, 19h44

Olá! Não compartilhe essa mensagem, ela é falsa.

A banana é considerada um alimento fonte de nutrientes, mas não há estudos que comprovam a indicação do uso da banana (seja ela madura ou verde) como tratamento para a depressão ou outras doenças.

Para todas as pessoas, é imprescindível manter uma boa alimentação – não apenas pelo seu bem estar, mas, principalmente, pela sua saúde. Por isso, o Ministério da Saúde, em concordância com a Organização Mundial da Saúde, promove e incentiva hábitos saudáveis, principalmente: alimentação saudável; atividade física regular; não fumar. Juntos, esses costumes são capazes de prevenir inúmeras doenças, evitando, assim, a necessidade de medicações e hospitalizações futuras.

O Guia Alimentar para população brasileira apresenta as recomendações oficiais do Ministério da Saúde sobre alimentação saudável. Conheça as recomendações: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira_2ed.pdf

registrado em:
Fim do conteúdo da página