Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Para combater as Fake News sobre saúde, o Ministério da Saúde, de forma inovadora, está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens da população. Vale destacar que o canal não será um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.

Qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é (61)99289-4640

>> Leia o regulamento e os termos de uso

falso verdadeiro

 

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Segunda, 10 de Fevereiro de 2020, 19h28 | Última atualização em Segunda, 10 de Fevereiro de 2020, 19h28

Olá! Esse conteúdo é falso. Não compartilhe!

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) os comprimidos não podem ser partidos se não tiverem sulco (aquela linha um pouco profunda que, geralmente, fica no meio do comprimido). Para aqueles que tem sulco, é preciso ler a bula, se houver o aviso de que o comprimido não deve ser partido, não o parta. Entretanto, caso tenha sulco e a partição seja permitida na bula, ela deve se limitar à marcação feita pelo fabricante. O produto não pode ser partido além da marcação (sulco), pois pode haver consequência na quantidade administrada.

registrado em:
Fim do conteúdo da página