Ir direto para menu de acessibilidade.
Novo Coronavírus - tire suas dúvidas
Banner teleSUS clique aqui
Início do conteúdo da página

Cai para quatro o número de casos suspeitos para o novo coronavírus

Escrito por Gustavo Frasão | | Publicado: Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 15h58 | Última atualização em Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 19h00

Casos suspeitos são monitorados em São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. Outros 43 já foram descartados

Foto: Erasmo Salomão / ASCOM MS

Caiu para quatro o número de casos suspeitos de novo coronavírus no Brasil. Os casos são monitorados pelo Ministério da Saúde, conforme informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde de todo o país. O boletim desta sexta-feira (14) trouxe uma redução de dois casos em relação ao informe anterior.


Leia também:


Os casos suspeitos estão concentrados nas regiões Sudeste e Sul, com uma investigação em São Paulo, uma no Paraná e duas no Rio Grande do Sul. Até agora, 43 casos já foram descartados em todo o Brasil, que permanece sem registro da doença. "De fato temos uma emergência de saúde pública internacional em que o mundo está mobilizado. No entanto, não há uma pandemia. Os casos de novo coronavírus estão concentrados no território chinês. Para ser uma pandemia todos os continentes deveriam estar com casos confirmados da doença", disse o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

Todas as notificações de casos suspeitos no país foram recebidas, avaliadas e discutidas com especialistas do Ministério da Saúde, caso a caso, junto com as autoridades de saúde dos estados e municípios. Esses descartes aconteceram principalmente por causa do resultado positivo para outros vírus respiratórios. "O fato de termos o número de casos suspeitos pequeno de forma alguma vai desmobilizar o trabalho que estamos fazendo. Pelo menos até o inverno vamos manter as ações programadas para o acompanhamento diário do vírus", reforça o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo.

Para manter a população informada a respeito do novo coronavírus, o Ministério da Saúde atualiza diariamente, os dados na Plataforma IVIS, com números de casos descartados e suspeitos, além das definições desses casos e eventuais mudanças que ocorrerem em relação a situação epidemiológica.

ASSISTÊNCIA EM CASOS SUSPEITOS

Para apoiar estados e municípios no planejamento e organização do atendimento à pacientes com suspeita de infecção pelo novo coronavírus, o Ministério da Saúde conta com três documentos com orientações aos gestores e profissionais de saúde para a melhora do fluxo de atendimento nos casos suspeitos da doença.

A pasta orienta como proceder desde o contato inicial com o paciente até o encaminhamento aos hospitais de referência, caso seja necessário. São medidas iniciais que irão tornar o atendimento mais rápido, eficiente e seguro nos casos suspeitos do novo coronavírus.

O Procedimento Operacional Padronizado (POP) traz informações de como os profissionais que atuam na Atenção Primária à Saúde (APS) devem proceder para identificar casos suspeitos, classificar o risco do paciente e encaminhar aos serviços locais de referência com segurança e tempo hábil.  Além disso, os profissionais também são orientados sobre como realizar medidas de isolamento, notificar os casos à Secretária de Saúde/Vigilância local, identificar contatos próximos ao paciente, orientar a população sobre formas de prevenir o vírus, entre outras medidas de prevenção e controle do vírus.

O segundo documento são dez passos para orientar gestores estaduais e municipais de saúde no atendimento aos casos suspeitos de coronavírus, além de uma publicação com os detalhes do fluxo de atendimento.

Confira as publicações:  

Assista, na íntegra, à coletiva com a atualização dos casos - 14.02.2020

Saiba mais sobre o novo coronavírus: o que é, causas, sintomas, tratamento e prevenção

Da Agência Saúde
Atendimento à imprensa:
(61) 3315.3580

Fim do conteúdo da página