Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
COVID-19

Brasil recebe primeiro lote de ventiladores pulmonares dos EUA

Escrito por regina.xeyla | | Publicado: Sexta, 26 de Junho de 2020, 19h38 | Última atualização em Sexta, 26 de Junho de 2020, 20h03

Nesta sexta-feira (26), os Estados Unidos anunciaram a entrega do primeiro lote, com 200 ventiladores pulmonares, de um total de mil, doados pelo governo americano ao Brasil

O Brasil, por meio do Ministério da Saúde, recebeu, nesta sexta-feira (26), os primeiros 200 ventiladores pulmonares doados pelo governo dos Estados Unidos. Esse é o primeiro lote de um total de mil ventiladores que serão enviados ao Brasil para apoiar o atendimento da população brasileira no enfrentamento à Covid-19. O equipamento é um insumo estratégico utilizado nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e que serão distribuídos de acordo com a demanda de estados e municípios, levando em consideração a variação da curva epidemiológica e a estrutura para instalação.  

A cerimônia virtual foi conduzida pelo diretor da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), no Brasil, Ted Gehr, e contou com a participação do chefe de gabinete da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), William Steiger; do embaixador dos EUA, Todd C. Chapman; do embaixador Moretti, Secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Itamaraty; e do secretário Executivo do Ministério da Saúde do Brasil, Elcio Franco, que representou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello.

“Acabamos de receber o primeiro lote de 200 ventiladores pulmonares doados pelos Estados Unidos da América, de um total de mil equipamentos. Essa doação é, sem dúvida, fruto do bom relacionamento que o presidente Jair Bolsonaro vem construindo desde janeiro de 2019 com o presidente Donald Trump. Fizemos importante esforço institucional para agilizar ao máximo a entrada desse lote no país, já que os hospitais brasileiros precisam desse equipamento tão estratégico para salvar vidas”, afirmou o secretário Executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco.

O secretário Elcio explicou que o Ministério da Saúde atualiza diariamente o plano de distribuição dos ventiladores pulmonares e fecha um planejamento semanal. “São estuadas todas as demandas dos secretários estaduais, que têm seus planos de contingência, com apoio dos conselhos Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Levantamos as demandas mais prementes em todos os municípios do país, e estabelecemos as prioridades. Ainda com o apoio desses agentes, realizamos um plano logístico, de acordo com a variação da curva epidemiológica, com a necessidade de cada cidade e com a capacidade de colocar rapidamente esse insumo estratégico em operação”. Ele reforçou que essa dinâmica vale, tanto para os equipamentos que em estoque quanto os doados pelos EUA.

“O Brasil e os EUA têm uma longa história de parceria, inclusive em questões em desenvolvimento. Por isso, estamos aqui hoje, para que juntos possamos enfrentar a ameaça da Covid-19. A doação desses ventiladores simboliza o compromisso forte entre os dois países. Desde março deste ano, o valor da nossa cooperação com o Brasil representa US$ 15,5 milhões na resposta à pandemia”, destacou o chefe de gabinete da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), William Steiger.

“A Covid é um desafio para os EUA, o Brasil e o Mundo. Nesta semana, cumprimos com o compromisso do presidente Donald Trump feito com o presidente Jair Bolsonaro, de entregar os primeiros ventiladores pulmonares. O Brasil é prioritário para nós e é um dos primeiros países do Mundo a receber esse carregamento de ventiladores pulmonares”, afirmou o embaixador dos EUA, Todd C. Chapman.

CENÁRIO NACIONAL

A saúde pública brasileira já conta com o reforço de 4.435 ventiladores pulmonares entregues pelo Governo do Brasil, por meio do Ministério da Saúde, para auxílio no atendimento aos pacientes com COVID-19. Os equipamentos foram entregues em todos os estados e no Distrito Federal. A compra e distribuição dos ventiladores pulmonares é parte do apoio estratégico do Governo do Brasil no atendimento aos estados.

Desse total, 2.510 são ventiladores de UTI e 1.925 de transporte, que também podem ser usados em unidades intensivas. Somente entre os dias 9 e 15 de junho foram entregues 661 equipamentos.

As entregas levam em conta a capacidade instalada da rede de assistência em saúde pública, principalmente nos locais onde a transmissão está se dando em maior velocidade. A aquisição destes equipamentos é de responsabilidade dos estados e municípios. Mas, diante do cenário de emergência em saúde pública por conta da pandemia do coronavírus, o Ministério da Saúde utilizou o seu poder de compra em apoio irrestrito aos gestores locais do SUS.

No início da pandemia, o Brasil contava com 65.411 ventiladores pulmonares, sendo que 46.663 estavam disponíveis no SUS. Além da aquisição de ventiladores pulmonares, o Ministério da Saúde já habilitou mais de oito mil leitos de UTI em todo o Brasil para atendimento exclusivo a pacientes com coronavírus.

Por Regina Xeyla, da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315-2535/2351

Fim do conteúdo da página