Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Governo Federal reforça enfretamento à Covid-19 em Terras Indígenas Xavante

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Terça, 28 de Julho de 2020, 15h55 | Última atualização em Terça, 28 de Julho de 2020, 15h55
Além de atendimento médico, está sendo enviado 2,8 toneladas de medicamentos, testes rápidos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)

Mais uma ação interministerial vai reforçar o combate à Covid-19 em área indígena. Desta vez, os Ministérios da Saúde e da Defesa enviam suprimentos médicos e assistência de saúde para as Terras Indígenas Xavante, no Mato Grosso. A missão será dividida em três fases e vai durar de 27 de julho a 16 de agosto. A primeira fase, que começou nesta segunda-feira (27) e vai até domingo (2), irá atender as aldeias dos Polos Base São Marcos e Campinápolis, do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xavante.

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), está enviando 2,8 toneladas de medicamentos, testes rápidos para Covid-19 e Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como toucas, luvas, aventais hospitalares e máscaras para abastecer a primeira fase da missão e os Polos Base do DSEI. “Com essa missão, a previsão é atender cerca de 20 mil pessoas”, destacou o secretário Especial de Saúde Indígena, Robson Santos.

O Ministério da Defesa é responsável pelo transporte e logística da missão e levará 24 profissionais de saúde das Forças Armadas. São médicos clínicos gerais, ginecologistas, infectologistas, pediatras, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Eles reforçarão, durante a ação, o atendimento médico local, realizado pelas Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) do DSEI Xavante.

O atendimento médico especializado desta ação garante a conduta precoce e evita a remoção de pacientes para a rede hospitalar municipal. E a realização dos testes rápidos para Covid-19 ajudarão no diagnóstico da infecção causada pelo coronavírus nas Terras Indígenas da etnia Xavante. Os indígenas receberão tratamento para os sintomas leves da Covid-19 e orientação sobre cuidados a serem seguidos e uso de EPI para enfrentamento da pandemia.

As próximas etapas da missão estão previstas para acontecer de 3 a 9 de agosto, na área do Polo Base Sangradouro, e de 10 a 16 de agosto, no Polo Base Marãiwatséde, do DSEI Xavante.

DSEI XAVANTE

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xavante possui 455 profissionais de saúde em área indígena que levam serviço básico de saúde a 317 aldeias. Destes profissionais, 281 são indígenas que trabalham como Agente Indígena de Saúde (AIS) e Agente Indígena de Saneamento (AISAN). O programa Mais Médicos tem 10 médicos atuando no DSEI.

Além disso, a Equipe de Resposta Rápida (ERR) possui médico, dois enfermeiros e um técnico de enfermagem que atuam diretamente no enfrentamento da Covid-19. A ERR trabalha na identificação precoce de sintomas gripais, aplica testes rápidos para Covid-19, orienta sobre o isolamento social e trata os sintomas leves da doença. Em caso de agravamento, o DSEI faz a remoção dos pacientes para a rede de saúde municipal ou estadual.

Todos os DSEI têm autonomia para compra de insumos com orçamento próprio. Além disso, a SESAI tem enviado, periodicamente, EPIs, insumos e testes rápidos aos 34 DSEI de todo o país. Somente para o DSEI Xavante foram enviados mais de 23 mil itens, sendo 1.920 testes rápidos para Covid-19. 

O DSEI Xavante tem uma população de 21,4 mil indígenas que vivem em 317 aldeias, em uma área de 68,4 mil km². São 32 Unidades Básicas de Saúde Indígena (UBSI), 6 Polos Base e 2 Casas de Saúde Indígena (CASAI).

OPERAÇÃO COVID-19

O Ministério da Saúde, por meio da SESAI, tem realizado várias ações de enfrentamento à Covid-19 entre os indígenas, desde antes da declaração de Pandemia por parte da Organização Mundial da Saúde (OMS). O Governo Federal vem realizado ações interministeriais para enfrentamento da Covid-19 em terras indígenas. Acesse aqui mais informações sobre as missões: https://www.saude.gov.br/saude-indigena

Da Agência Saúde
Atendimento à imprensa
(61) 3315- 3580 / 2351

Fim do conteúdo da página