Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Delegação de El Salvador visita Centro de Referência em Diabetes na Bahia

Escrito por Alessandra Bernardes | | Publicado: Segunda, 19 de Março de 2018, 14h31 | Última atualização em Segunda, 19 de Março de 2018, 14h32

A iniciativa é uma das atividades previstas no projeto de cooperação técnica firmado entre os dois países para fortalecer as equipes multisiciplinares de El Salvador

Nesta segunda-feira (19), o Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba) recebe a delegação de El Salvador para conhecer as políticas e experiências na prevenção e assistência às doenças não transmissíveis, incluindo o diabetes. A missão faz parte das atividades de cooperação técnica entre Brasil e El Salvador, no âmbito do projeto “Fortalecimento das Capacidades de Equipe Multidisciplinar de Saúde para Abordagem Integral de Doenças Não Transmissíveis Priorizadas”.

A diretora do Cedeba, Reine Chaves Fonseca, apresentará a Rede de Atenção ao Diabetes no estado à delegação salvadorenha. O Cedeba é referência na assistência a diabetes, obesidade e endocrinopatias, um dos centros de excelência no Brasil, credenciado pela World Diabetes Foundation (WDF) e reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, também se reunirá com a delegação e fará exposição sobre a saúde no estado e os avanços com a descentralização da assistência.

A agenda terá continuidade nos dias 20 e 21, com visitas e atividades relacionadas à assistência ao diabetes na atenção primária de saúde, à educação em diabetes e ao tratamento da obesidade.

O PROJETO

O projeto de cooperação firmado entre Ministério da Saúde do Brasil, Agência Brasileira de Cooperação e o governo de El Salvador visa a fortalecer as competências da equipe multidisciplinar do Ministério da Saúde salvadorenho como facilitadores primários, no âmbito da abordagem integral das doenças não transmissíveis priorizadas, com o intuito de reduzir a mortalidade e as complicações de saúde. O projeto, assinado em abril de 2017, tem vigência prevista de 24 meses. Os Ministérios da Saúde de Brasil e El Savador estão negociando, também, a assinatura de um memorando de entendimento bilateral em saúde, que propiciará o escopo institucional para ampliação das atividades bilaterais de cooperação.

Por Anna Lima, do Nucom AISA
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580

Fim do conteúdo da página