Ir direto para menu de acessibilidade.
Novo Coronavírus - tire suas dúvidas
Banner teleSUS clique aqui
Início do conteúdo da página
15ª CNS

Antônio Alves participa de abertura da Conferência Nacional de Saúde do Amazonas

Escrito por Leonardo | | Publicado: Terça, 29 de Setembro de 2015, 16h59 | Última atualização em Sexta, 02 de Outubro de 2015, 13h57

Evento integra a agenda de discussões da 15ª Conferência Nacional de Saúde e conta com a participação de aproximadamente 600 pessoas

Trabalhadores, gestores, usuários e prestadores de serviço do Sistema Único de Saúde (SUS) estão reunidos em Manaus, até esta quarta-feira (30), para a 7ª Conferência Estadual de Saúde do Amazonas. A solenidade de abertura foi realizada na noite de segunda-feira (28), na capital amazonense, com a presença do secretário Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Antônio Alves de Souza. No estado, a etapa municipal registrou debates em todos os 62 municípios, os quais elegeram 548 delegados para a etapa estadual de discussões.

“O SUS deve ser defendido com muita garra, pois é uma das maiores conquistas do povo brasileiro. Um sistema único, universal, que atende a 220 milhões de pessoas. Não há um só cidadão em nosso país que não utilize seus serviços, seja por meio do Programa Nacional de Imunização ou pelo trabalho da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária], por exemplo. Por isso, as conferências e os debates decorrentes desse processo são de extrema importância para buscar fortalecer o Sistema”, pontuou Antônio Alves.

Palestras, mesas e grupos de trabalho compõem a programação calcada nos oito eixos temáticos da 15ª CNS. Também estão previstas apresentações culturais e a utilização da Língua Brasileira de Sinais (Libras) para viabilizar a participação dos debatedores com deficiência auditiva. Ao final do evento, além de um relatório final, 76 delegados serão escolhidos para representar o Amazonas na etapa nacional, em Brasília, entre os dias 1º e 4 de dezembro, cujo tema é ‘Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro’.

A 15ª Conferência Nacional de Saúde é o maior evento do país na área da Saúde, coordenado pelo Ministério da Saúde e pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS). A previsão é que 2 milhões de pessoas em todo o Brasil sejam mobilizadas até dezembro nas plenárias populares regionais, na plenária nacional, nas conferências municipais e estaduais e nas conferências livres. Para a etapa nacional, em Brasília, é esperada a participação de 4.322 pessoas, sendo 3.248 delegados eleitos nas conferências estaduais, mais 976 convidados.

CIRURGIAS ELETIVAS

No intuito de tornar mais eficiente o atendimento no SUS e contribuir para o crescimento do número de cirurgias eletivas realizadas no Brasil, o Ministério da Saúde liberou, em julho deste ano, R$ 2 milhões para o Estado do Amazonas. A Portaria 1.034/2015, que destina os recursos, também redefine a estratégia para ampliação do acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade, como cirurgias de varizes, ortopédicas, de urologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas. A ação uma estratégia do Ministério da Saúde para garantir o acesso da população aos procedimentos disponibilizados no SUS.

INFORMAÇÃO MAIS ÁGIL

O Ministério da Saúde entregou, no início deste mês, 103 computadores para 23 Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Amazonas. A medida beneficia mais de 122 mil brasileiros atendidos por essas unidades, distribuídas em nove municípios do estado. O equipamento reunirá, por meio do prontuário eletrônico, todas as informações de acolhimento do paciente nas diferentes áreas, como pediatria e ginecologia, possibilitando que o profissional de saúde possa ter acesso de forma mais rápida e organizada às informações, o que dará maior agilidade no atendimento. O Ministério da Saúde investiu R$ 91,2 milhões na aquisição de 25 mil computadores que foram distribuídos em cerca de 5 mil UBS de todo o país.

PREVENÇÃO À HANSENÍASE

Desde julho, agentes comunitários de saúde e equipes do Programa Saúde da Família começaram a percorrer 1,2 mil escolas de 38 municípios, para examinar e tratar mais de 299 mil alunos no Amazonas. O objetivo é diagnosticar e tratar hanseníase, tracoma e verminose em alunos de cinco a 14 anos. Com a ação, o Ministério da Saúde espera aumentar o diagnóstico precoce e identificar comunidades em que esses problemas ainda persistem. Os casos suspeitos de hanseníase são encaminhados à rede básica de saúde para confirmação e início imediato do tratamento. Em todo o país, serão distribuídas mais de 8 milhões fichas de autoimagem para cerca de 45 mil escolas que participam da campanha.

SAÚDE BUCAL

A população do Amazonas está sendo beneficiada com a melhoria do atendimento especializado em saúde bucal. O Ministério da Saúde destinou este ano R$ 706,2 mil anuais para dez Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) de oito cidades do estado. Em todo o Brasil, 673 municípios foram contemplados com mais de R$ 48 milhões por ano para que os estabelecimentos ampliem a qualidade dos serviços oferecidos à população. O incentivo faz parte das iniciativas de modernização da gestão da saúde que vêm sendo promovidas pelo Governo Federal, com adoção de novos padrões e indicadores de qualidade.

*Com informações da Agência Saúde de Notícias
Fotos: Roberto Carlos e Tammy Sodré.

registrado em:
Assunto(s):
Fim do conteúdo da página