Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

DSEI Guamá Tocantins envia Equipe de Resposta Rápida às aldeias com COVID-19

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Sexta, 22 de Maio de 2020, 12h44 | Última atualização em Quarta, 27 de Maio de 2020, 13h59

As Equipes de Resposta Rápidas (ERR) são uma força de trabalho para atuação em situações de emergência durante a pandemia da COVID-19. Elas foram implementadas nos Distritos Sanitários Especiais de Saúde Indígena (DSEI) pela Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), do Ministério da Saúde, em abril deste ano. Cada equipe é composta por médico, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

No DSEI Guamá Tocantins, a ERR está atuando junto com as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) na prevenção e controle da COVID-19 desde o primeiro caso confirmado na Terra Indígena Mãe Maria, em abril.  A equipe foi acionada após a confirmação de testagem positiva na aldeia Trocará, no município de Tucuruí (PA) e, na sequência, na aldeia Pankatejê, no município de Bom Jesus (PA).

Juntas, as equipes intensificaram a busca ativa de pessoas com sintomas similares aos da COVID-19 e estão atuando no tratamento e prevenção nas aldeias. Tendo em vista que os municípios próximos estão em transmissão comunitária da COVID-19, os profissionais de saúde adentraram, no início de maio, na região de Mãe Maria, entre os municípios de Marabá e Bom Jesus (PA), para atender a população das aldeias Parkateje, akratykatie, Sororó, kriantigye e Kiykatiê.

Com isso, estão sendo reforçadas as orientações a respeito do uso de máscaras, a necessidade da quarentena e os cuidados com a higienização. As equipes realizaram visitas domiciliares e orientaram sobre importância do isolamento dentro da aldeia para a disseminação do vírus. Os familiares de casos positivos estão em isolamento social e sendo monitorados para evitar o contágio do restante da comunidade.

De acordo com o coordenador do DSEI Guamá Tocantins, Stanney Nunes, a ERR está trabalhando de acordo com os protocolos, notas técnicas e orientações emitidos pela SESAI. “A equipe realizou coletas de testes rápidos, consultas, busca ativa de paciente com síndrome gripal e investigação epidemiológica. Também está repassando orientações sobre a necessidade do isolamento social para pacientes positivos e de quem teve contato com eles”.

A população da Terra Indígena Parakanã, entre os municípios de Novo Repartimento e Itupiranga (PA), é assistida pelo Programa Básico Ambiental da Eletronorte e passou a ser atendida também pela EMSI do DSEI Guamá Tocantins. Devido a situação emergencial ocasionada pela COVID-19, o Distrito contratou uma nova EMSI para atender a etnia Parakanã. O território é grande com 18 aldeias dispersas e uma população de 1,3 mil indígenas.

Para reduzir os sintomas gripais semelhantes à COVID-19, as equipes têm realizado a vacinação contra influenza e outras doenças imuno-preveníveis nas aldeias. Além disso, estão desenvolvendo programas de atenção à saúde da mulher e da criança. As ações têm o apoio das redes municipais no atendimento de média e alta complexidade de saúde. O Exército Brasileiro também está atuando na desinfecção das unidades de atendimento do DSEI e dos equipamentos e materiais transportados às aldeias.

registrado em:
Assunto(s):
Fim do conteúdo da página