Ir direto para menu de acessibilidade.

Novo Coronavírus - tire suas dúvidas

Novo Coronavírus - tire suas dúvidas
Início do conteúdo da página

Política para população em situação de rua abre espaço para debate sobre Consultório na Rua

Escrito por Tatiana Teles | | Publicado: Segunda, 04 de Junho de 2018, 12h13 | Última atualização em Segunda, 04 de Junho de 2018, 14h32

Atividade integrou a programação do Pré-congresso da Rede Unida, em Manaus/AM

Foto: Tania Mello
Box Title

Com o objetivo de trabalhar a equidade em saúde e as evidências na atenção básica, o Departamento de Apoio à Gestão Participativa e ao Controle Social da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde (DAGEP/SGEP/MS) realizou, em parceria com o Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Atenção à Saúde do MS (DAB/SAS/MS), a roda de conversa ‘Consultório na Rua: conversa sobre evidências’, durante o 13º Pré-congresso da Rede Unida, na Universidade Federal do Amazonas, em Manaus/AM.

Temas como acesso, acolhimento e cuidado à população em situação de rua nos serviços públicos de saúde, em especial ao Consultório na Rua e equipe integrante, Política Nacional de Saúde para a População em Situação de Rua e Plano Operativo e as especificidades em saúde dessa população foram amplamente debatidos, além da troca de experiências entre trabalhadores e profissionais de saúde, acadêmicos, integrantes de movimentos sociais, educadores e estudantes participantes da roda de conversa.

Para a servidora Marcela Iwano, responsável pela implementação da Política Nacional de Saúde para a População em Situação de Rua, esse espaço de exposição do Plano Operativo é importante para o fortalecimento da Política nas três esferas de governo. “É necessário que trabalhemos com estratégias norteadoras no Plano Operativo, como o acesso à saúde integral da população em situação de rua; promoção e vigilância em saúde; educação permanente e educação popular em saúde; mobilização, articulação, participação e controle social; e monitoramento e avaliação das ações de saúde para a população em situação de rua, como um forte instrumento de gestão”, destaca.

Marcelo Pedra, técnico do Departamento de Atenção Básica (DAB), corroborou com o que disse Iwano, sobre a importância da Política para a solidificação dos Consultórios na Rua. “Para garantir o acesso e a atenção a essa população a Política é essencial, ponto fundamental, tanto para a articulação entre as políticas públicas quanto para o cuidado”, disse.

Por fim, ressaltou-se a necessidade de pastas como Saúde, Educação e Trabalho manterem a continuidade em ações conjuntas visando a melhoria e ampliação do acesso dessa população em situação de vulnerabilidade aos serviços do Sistema Único de Saúde.  

O DAGEP participou também nessa quinta-feira (31), em parceria com o DAB, da Távola Institucional: o cuidado em saúde para as pessoas em situação de rua - quando a gestão está em foco.

Acesse mais fotos em https://goo.gl/Uq8R2C

Por Caroline Oliveira e Tania Mello, do Nucom SGEP
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 3174 / 2918

Fim do conteúdo da página