Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Consulta Pública sobre mudanças climáticas foi prorrogada até 07/12

Escrito por Leonardo | | Publicado: Quarta, 28 de Outubro de 2015, 13h39 | Última atualização em Quinta, 26 de Novembro de 2015, 17h01

Foi prorrogada até o dia 07 de dezembro de 2015, a Consulta Pública sobre o Plano Nacional de Adaptação à Mudança do Clima (PNA). O Plano do Governo Federal contempla as iniciativas de diversos setores, dentre eles o Setor Saúde, e foi elaborado no âmbito do Grupo Executivo do Comitê Interministerial sobre Mudança do Clima. 

O seu objetivo é “promover a gestão e diminuição do risco climático no país frente aos efeitos adversos da mudança do clima, de forma a aproveitar as oportunidades emergentes, evitar perdas e danos e construir instrumentos que permitam a adaptação dos sistemas naturais, humanos, produtivos e de infraestrutura”. 

O PNA foi estruturado em estratégias setoriais e temáticas, incluindo as estratégias de saúde, que aborda os efeitos na saúde humana decorrentes dos impactos da mudança do clima e as diretrizes do Setor Saúde para a sua adaptação. 

As diretrizes propostas no PNA serão refletidas no Plano Setorial da Saúde para Mudança do Clima 2016-2019 que contemplará medidas de adaptação no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

A Consulta Pública é uma fase muito importante que garante a participação de toda a sociedade no aperfeiçoamento do Plano e das políticas públicas de adaptação à mudança do clima e ficará aberta a contribuições no período de 09/10 até o dia 07/12/2015

A contribuição de todos é muito importante e as sugestões devem ser encaminhadas exclusivamente por meio do formulário eletrônico disponível no endereço hotsite.mma.gov.br/consultapublicapna/, onde encontra-se também disponível a minuta do Plano. 

O Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde se coloca a disposição para dúvidas e orientações por meio do e-mail vigidesastres@saude.gov.br .

Fim do conteúdo da página