Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Malária: o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção

Malária mista (P. falciparum e P. vivax ou P. ovale)

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Quinta, 03 de Abril de 2014, 11h12 | Última atualização em Segunda, 17 de Agosto de 2020, 12h50

Para pacientes com infecção mista por P. falciparum e P. vivax (ou P. ovale), o tratamento deve incluir artemeter + lumefantrina ou artesunato + mefloquina, que são drogas esquizonticidas sanguíneas eficazes para todas as espécies, associando-as à primaquina por sete dias (para o tratamento radical de P. vivax), nas doses especificadas nas tabelas do Guia de tratamento da malária no Brasil, 2020.

No caso de pacientes com mais de 120 kg a dose da primaquina deve ser ajustada ao peso. O tratamento com primaquina em 14 dias está indicado quando ocorre uma recaída após o tratamento em 7 dias com a dose adequada de primaquina. Gestantes não devem receber a primaquina; o tratamento deve ser feito com artemeter + lumefantrina ou artesunato + mefloquina conforme o Guia de tratamento da malária no Brasil, 2020Crianças menores de 6 meses não devem receber a primaquina, portanto serão tratadas apenas com ACT.  

Caso o paciente apresente alguma parasitemia na gota espessa, seja de formas sexuadas ou assexuadas, e já tenha sido tratado para malária por P. falciparum há mais de 42 dias, tratar como se fosse caso novo, ainda que o paciente não apresente sintomas.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página