Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página

Informações Técnicas

Escrito por alexandreb.sousa | | Publicado: Quinta, 27 de Março de 2014, 15h30 | Última atualização em Segunda, 02 de Julho de 2018, 16h55

 

Aspectos Clínicos

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas variam conforme as formas clínicas, desde ausência de sintomas, até as manifestações neurológicas graves.

Na forma paralítica ocorre:

     * Instalação súbita de deficiência motora flácida, febre e mialgia;
     * acometimento de mais membros inferiores de forma assimétrica;
     * diminuição ou abolição de reflexos profundos;
     * sensibilidade conservada;
     * persistência de paralisia residual (seqüela) após 60 dias do início da doença.

 

Período de incubação:

7 a 12 dias, variando de 2 a 30 dias. 

 

Período de transmissibilidade:

Não se conhece com exatidão, o vírus é encontrado nas secreções da orofaringe após 36 a 72 horas a partir da instauração da infecção persistindo por uma semana, e nas fezes, por cerca de 3 a 6 semanas.

Diagnóstico diferencial

Síndrome de Guillain-Barré (SGB), Mielite transversa, Meningoencefalite, Enteroviroses (ECHO, Coxsackie), etc.

 

Aspectos Laboratoriais

Exames disponíveis na rede pública: Isolamento Viral

Método diagnóstico
 

Pesquisa de poliovírus em amostra de fezes coletada até o 14º dia do início do início do déficit motor, em quantidade satisfatória, equivalente a um volume de 2/3 de um coletor padrão, congelada em freezer a -20°C até o momento do envio, e transportada em temperatura entre 4º a 8º C, ao laboratório de referência (FIOCRUZ / IEC) para serem examinadas.

 

Aspectos Ambientais 

Precárias condições habitacionais e higiênicas e, principalmente, a deficiência de saneamento básico, possibilitam a presença do poliovírus no meio ambiente e conseqüentemente a transmissão fecal-oral dos enterovírus na população susceptível.

Em 20/06/2014 foi identificado um pólio vírus selvagem em amostra de esgoto, no aeroporto de Viracopos em Campinas-SP.

Fim do conteúdo da página